sábado, 21 de fevereiro de 2009

Quem gosta de Quadrinhos gosta de Carnaval?

Tomando por base meu gosto pessoal e o de alguns amigos próximos, a resposta é: NÃO!

Tenho cá pra mim que quem curte quadrinhos e cultura pop no geral prefere passar longe do ziriguidum e do axé que domina os meios de comunicação nesses quatro dias.

Na melhor das hipóteses, assisto aos desfiles das Escolas de Samba pela televisão até o sono chegar. Mas confesso que já no dia seguinte não lembro quem levou qual enredo para a avenida. Também não tenho saco para assistir ao compacto...

Obviamente, posso estar errado...

Então, aproveito para perguntar a opinião dos leitores do Papo de Quadrinho. Vote na Enquete (na barra à esquerda) até o meio-dia da quarta-feira de Cinzas...

3 comentários:

O-Sensei disse...

Na MINHA opinião, trato o Carnaval que nem drogas: TÔ FORA!

Társis Salvatore disse...

Carnaval realmente não é meu forte. Talvez seja uma vergonha como brasileiro eu não saber, mas...

Paralelo a isso eu moro perto de duas grandes escolas de samba paulistanas. É possível ouvir ao longe a bateria, poderosa. Pena que a música em si nunca me conquistou. Acho bonito a idéia de fazer uma música popular dançante e poética, mas o samba enredo sempre me pareceu (e me desculpe se algum especialista discordar) apenas um ritmo afro dançante, como muitos outros.

Para mim o Carnaval nunca passou de um período em que a única vantagem é a liberação da sensualidade. Mas afinal, os problemas advindos disso são grandes e a mídia explorando de forma inclemente a sensualidade da mulher, ou o estereótipo da negra-objeto-sexual, é tanto que me incomoda. E olha que estou muito longe de ser um puritano. Guria usando um tapa sexo de 3,5 cm para cobrir a racha? Chega a ser piada mesmo.

A verdade é que dentro de mim fica aquela briga entre um desejo idealizado de ver o Carnaval como a cultura passada através de uma festa popular e a realidade crua em que o Carnaval é uma tentativa de fugir dos freios sexuais impostos pela sociedade hipócrita, sendo uma festa financiada por dinheiro ilegal e apoiada no turismo sexual (muitas vezes envolvendo menores, o que é mais triste), além dos problema causados pelo feriado em si, como as milhares de mortes por imprudência nas estradas, doenças, exageros com álcool.

Com todas essas considerações abertas, não consigo me deleitar com o Carnaval. Sei que temos respeitáveis artistas da MPB envolvidos em seu trabalho, mas não me emociono.

Espero que no final, as pessoas realmente se beneficiem de alguma forma com a festa seja com alegria, cultura ou sexo responsável.

Para mim, o Carnaval é útil para ganhar mais dias com minha família, mais tempo para escrever para a revista e descanso.

E que eu saiba, nerdys não sabem dançar, muito menos sambar. :D

Abs!

Edu Mutante X disse...

Gosto pessoal é gosto pessoal, mas acho que não tem nada a ver uma coisa com outra. Quem gosta de quadrinhos pode, sim, gostar de Carnaval. Por que não?
Eu, particularmente, detesto carnaval e nem os desfiles das escolas de samba eu assisto (mesmo porquê, moro em frente a uma quadra de escola de samba!) Logo, não tenho saco pra isso! Torço pra chegar logo a quarta-feira. Nesses dias, hibernação total.