sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Motion Comic Astonishing X-Men: Gifted

A Marvel acaba de liberar um clipe do primeiro episódio de seu mais novo motion comic.

Trata-se da “animação” do arco de histórias em seis partes publicado nos Estados Unidos entre julho e dezembro de 2004 (no Brasil saiu em X-Men Extra, pela Panini, no começo de 2006).

É (mais) um período conturbado para os Filhos do Átomo, quando Lince Negra volta ao Instituto Xavier e descobre que as coisas andaram mudando muito por lá – Emma Frost, a Rainha Branca, é a nova diretora da escola e está de romance com Ciclope. O roteiro é de Joss Whedon e a arte de John Cassaday.

O que dá para notar pelo clipe de 3min40seg é que este motion comic está mais caprichado que o da Mulher-Aranha, pelo menos no quesito “animação”.

O risco de se “animar” demais um motion comic é ele ficar parecido com um desenho animado e perder seu principal diferencial, que é a aplicação de movimento, efeitos sonoros e áudio aos quadros originais das HQs.

O primeiro episódio de Astonishing X-Men: Gifted estará disponível para iTunes dia 28 de outubro ao preço de US$ 1,99.

Ah, ia me esquecendo do texto que a Marvel obriga a publicar com o clipe: Marvel is proud to unveil the newly trailer to the hotly anticipated Astonishing X-Men motion comic, based on the seminal comic story by superstar scribe Joss Whedon (Buffy: The Vampire Slayer) and renowned artist John Cassaday (Captain America). This is your latest peek at Marvel’s newest original motion comic (available October 28thon iTunes) as the X-Men embark on a bold new mission! Discover more at www.marvel.com/motioncomics, bub! (hoje pela manhã postei o texto obrigatório errado! Sorry, folks!)

3 comentários:

Wagner disse...

Sei que motion comics são muito mais baratos, mas por que não fazer uma animação de verdade?

Coisa mais tosca isso. Muito truncada.

Agora, é impressão ou li o nome de Neal Adams?

Jota Silvestre disse...

Questão de gosto, Wagner. Não acho os motion comics "toscos"; é só uma técnica diferente da animação.

Inclusive, torço para que os criadores mantenham estas diferenças bem evidentes e não comecem a misturar as coisas.

Sim, o site da Marvel cita "a ajuda de Neal Adams", mas não deixa claro qual é.

Abs!

Anônimo disse...

Eu não sou muito fã desse negócio de quadrinhos "motion" ( como já me manifestei aqui ), sou mais mesmo no velho e bom papel...e nem sei mesmo se esse formato é o futuro dos quadrinhos...
M Santiago