sexta-feira, 1 de maio de 2009

Papo de Quadrinho viu: X-Men Origins: Wolverine

Para manter a tradição de respeito deste blog a seus leitores, não há spoilers nesta nota...

A vantagem de não ser fã de determinado personagem dos quadrinhos é que você pode assistir a uma adaptação dele de maneira descompromissada. Gosto de Wolverine como gosto de muitos outros super-heróis, nem mais nem menos. Li muita coisa dele e deixei de ler outras tantas, inclusive a HQ Origem, que serviu de base para parte do filme que estreou hoje nos cinemas.

Assistindo a ele, não sei precisar quanto da cronologia de Wolverine foi alterada nem se as adaptações necessárias vão incomodar os fãs mais fiéis.

Então, no papel de leitor “descredenciado” posso afirmar que X-Men Origins: Wolverine é um ótimo filme de super-herói. O roteiro é bem construído, as cenas de ação são convincentes e Hugh Jackman volta a abraçar o personagem com tal paixão que é difícil não se deixar levar pela trama.

Da mesma forma que uma boa HQ dos X-Men, o longa-metragem tem um grande número de mutantes. Porém, diferente daqueles filmes em que há mais personagens que história, neste cada um deles aparece na medida suficiente para cumprir seu papel. Neste quesito, destaque para Gambit, que tem carisma e potencial para ganhar maior destaque em futuros filmes da franquia.

Uma alteração notória com relação às HQs é o que levou Wolverine a se tornar a Arma X. É diferente de tudo que já li e assisti a respeito (inclusive na nova animação Hulk vs. Wolverine). Mas, sinceramente, esta passagem do filme está tão bem amarrada ao roteiro que não importa.

Sim, o filme tem seus momentos piegas. Cenas desnecessárias, como Wolverine andando para a câmera enquanto uma parede de fogo cobre o fundo ou quando ele carrega Raposa Prateada no colo em direção ao pôr-do-sol. São poucas, descartáveis e não comprometem o resultado final.

Dois momentos ainda merecem menção. Um deles é a sequência dos créditos iniciais, com Wolverine e Dentes-de-Sabre lutando lado a lado nas mais diferentes guerras, da Secessão ao Vietnã, um cuidando do outro, como os irmãos devem fazer.

A outra é o final, que reserva a agradável aparição surpresa de um importante personagem do Universo Marvel e faz a deixa para os fatos futuros que viriam a ser apresentados no primeiro filme dos X-Men.

Resumindo: X-Men Origins Wolverine é uma excelente diversão. Respeita o leitor de quadrinhos e tem todos os ingredientes para agradar os leigos. Vá assistir. Correndo.

13 comentários:

lobatinho disse...

Como um dos meus personagens preferidos,axei q falta + violência,cortaram as "asas" do Wolvi nesse filme,nada do lado selvagem dele,+ dá pra assisti numa boa.

O-Sensei disse...

bom filme. e nada mais.

Tyr Quentalë disse...

Você disse tudo que eu queria saber. Eu iria ver o filme não pelo gostosérrimo do Hugh Jackman, mas sim pelo Gambit! Ai ai... Há tempos eu espero a aparição desse Mutante nos filmes dos X-Men

Társis Salvatore disse...

Sempre preferi heróis antiguados, de capa. Escoteiros e usam cueca por cima da calça e querem fazer a coisas certa. Logo, não sei se meu comentário pode ser levado muito a sério.

Mas de um modo geral achei o filme RUIM de doer.

Roteiro mal encaixado, personagens mutantes dos anos 90 (fase "IMAGE" das HQs que eu DETESTO de um modo geral) e por fim e pior, o roteiro mexe exatamente no que para mim era o mais interessante no personagem: o mistério de sua origem.

Basicamente, é uma bomba, embora tenha claro boas cenas de luta, algumas tiradas das próprias páginas dos gibis. Não o suficiente para recomendá-lo, felizmente devem vir filmes bem melhores esse ano.

Mas confesso que se eu tivesse 14, 15 anos certamente iria adorar.

Abs!

Jota Silvestre disse...

Com raras e honrosas exceções, adaptações dos quadrinhos nunca são uma unânimidade...

MoizaCARTUNS disse...

Finalmente, esse filme chegou aqui na minha cidade. Aqui, as coisas demoram um pouco pra acontecer.

Pena que o ingresso é R$ 10,00 e o cinema está com toda a estrutura de som e projeção ultrapassada! Não vale pagar R$ 0,10 pelo cinema... mas é Wolverine, pô! haueaheuae

Gambit no filme??? Só essa novidade já vale pra ver o filme! Nunca entendi a exclusão deste mutante em todos os outros 3 filmes dos X-Men...

Abraços o/

Eduardo Mutante X disse...

Acho melhor comentar aqui do que na comunidade da MSH, que o povo está se estapeando e eu não quero me meter nas polêmicas, essas sim, infantis.
Fora isso, concordo com todos os seus comentários. Eu prestei atenção, inclusive, nas cenas paradas e, quando eu ia pensar "putz, isso já está ficando chato demais" começava um tiroteio ou uma perseguição, ou seja, ação e drama na medida certa - drama, aliás, que é essencial na história do personagem.
Só não gostei do que fizeram com Deadpool (aliás, o que ele estava fazendo no filme mesmo?) nem da "desculpa" que deram pro fato dele perder a memória... mas é aquilo: adaptações e mudanças que não comprometem totalmente o resultado final. Na minha opinião, o filme não é melhor que X-Men, mas também não é pior. Nota 8.

P.S.: Alguém viu o capacete usado pelo Logan na série "Arma X"?
P.S.2: Alguém sabe em que momento do filme Heater Hudson apareceu? Porque ela está nos créditos finais, mas não notei quando ela apareceu. Não me digam que é a vovozinha com cara de Martha Kent! Aí, sim, eu infarto.

Jota Silvestre disse...

Hehehe... pode crer, Edu, o bicho tá pegando lá na comunidade. Parece o que aconteceu na época do filme do Homem de Ferro...rs

Abs!

Anônimo disse...

Muito boa a análise, no site: www.meuheroi.com.br, tem uma bem legal também. Parabéns!!!

Sergio Marcos disse...

Poxa amigo, poderia me dizer da onde Jackman tirou que Victor e Wolverine são irmãos? Você realmente acha que isso vale? Eu achei ridiculo! Aquele ''bom samaritano'' lá é o Wolverine? Tem certeza? O que eu vi foi a perfeição do auto controle e da bondade tá muito mais para Klark Kent do que para James Howlett(não Logan, jamais O Logan Arama-X)!

Jota Silvestre disse...

Sérgio, entendo sua revolta com as mudanças que o filme fez com relação aos quadrinhos. Como eu disse no meu comentário, não sou tão fã assim do personagem, então analisei o filme "descolado" da cronologia oficial das HQs. Acho que por isso consegui gostar tanto do resultado. Respeito sua opinião.

Abs!

Sergio Marcos disse...

Não é tão fã assim? Ou não é fã mesmo? Como alguem que já tenha visto uma luta e um dialogo entre VitorXLogan possa achar que eles são irmãos? Como eles seriam irmãos se tem pais e mães diferentes? Sabe o que aconteceu nesse ''filme''?
Li em algum lugar(não lembro onde) que Jackman ajudou a escrever o roteiro e ele, assim como você, não ''é tão fã assim'' e leu origem, armax e meia duzia e já se achou capaz de escrever. Ele fez um personagem virar outro! O Cão nunca foi o Vitor! Seria aceitavel fazer o Superhomen sobreviver à uma dieta de criptonita? É isso que fizeram com o Logan do filme! prostituiram o Wolverine assim como o fizeram com O Batman!

Jota Silvestre disse...

Caaaalma, Sérgio. Talvez eu seja mesmo um fã como Hugh Jackman, que leu Origem, Arma X e meia dúzia de histórias do Wolverine.

Provavelmente por este motivo as mudanças na cronologia não me revoltaram tanto quanto a você e os demais fãs verdadeiros.

Foi essa "ignorância" da minha parte que me fez ver o filme com outros olhos e gostar dele.

Repito: entendo sua revolta e respeito sua opinião.

Abs!