sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Capitão América em campanha contra o suicídio

A Little Help é uma parceria da Marvel com a National Suicide Prevention Lifeline, um serviço telefônico dos Estados Unidos, formado por mais de 140 centros de atendimento, para pessoas em grave crise emocional.

A história foi escrita pelo especialista em treinamento de pessoal, Tim Ursiny, com desenhos de Nick Dragotta, e disponibilizada gratuitamente no site (leia aqui) e para os aplicativos em iPad, IPhone e IPod.

A versão impressa poderá ser encontrada na edição 5 da revista I am a Avenger, com data de capa de março de 2011.

Na trama, sem diálogos, um jovem está prestes a saltar de um edifício quando assiste ao Capitão América enfrentando membros da HIDRA e, quando percebe, ele pode ser a única esperança do herói.

O encontro o motiva a ligar para o número da National Suicide Prevention Lifeline – que, a propósito, é 1-800-273-8255.

“Super-heróis lutam várias batalhas, mas há poucas mais importantes que combater o suicídio. Foi por isso que fizemos de A Little Help uma HQ gratuita em nossas mídias digitais. Se pelo menos uma pessoa ligar para este número em vez de tomar alguma atitude trágica, significa que fomos bem sucedidos”, diz, em press-release, o novo vice-presidente sênior de Publicações da Marvel, Tom Brevoort.

6 comentários:

ROBERT disse...

TODAS AS INICIATIVAS SERIAS NA DIR EÇÃO DA PREVENÇÃO AO SUICÍCIO DEVEM SER SAUDADAS.

Jota Silvestre disse...

Concordo, Robert. Este é um mal silencioso, que nem sempre ganha a atenção da mídia. Bom seria se tivéssemos iniciativas como esta no Brasil.

Abs

Anônimo disse...

Olá, pessoal,
Pelo que eu saiba, temos sim no Brasil um trabalho que já dura 49 anos. É o CVV - Centro de Valorização da Vida. Claro que usar este tipo de material eu apenas vi com o Maurício de Sousa, em um quadrinho do Penadinha, em que ele estava em um telefone público e liga para o CVV. Do outro lado, um voluntário oferece ajuda - Em que posso lhe ajudar? E ele responde: - Quero reencarnar!
Infelizmente foi o único...para mais informações sobre as formas de atendimento e postos do CVV, acesse: www.cvv.org.br

kaka disse...

BOM DIA PESSOAL,
não há dúvida que esta iniciativa tem valor, difundir a ajuda que existe para que toda e qualquer pessoa o saiba e possa contar. Ampliar os meios da divulgação de um serviço que tem a importante missão de contribuir com uma sociedade mais justa e fraterna.
os grupos brasileiros que lidam com essa frente podem seguir o exemplo do Capitão América...em quantos nichos podemos difundir?... não há fronteiras....
o limite é o ser humano!
carmela

Jota Silvestre disse...

Fico muito satisfeito de que esta notícia esteja atraindo um grupo de pessoas interessadas no assunto.

Este post já é um dos mais lidos no mês.

Obrigado pela confiança.

Abs

melhorando a vida disse...

Régis:
Fico muito feliz em presenciar uma notícia desta forma, tratando-se de um tema de imensa preocupação: SUICIDIO. Há 49 anos, aqui no Brasil, o CVV vem oferecendo para quem quiser ou precisar, um ombro amigo para compreender, respeitar, aceitar e confiar nas pessoas que procuram este serviço que garante o sigilo, o anonimato e a privacidade da conversa.